Arquivos Mensais: março 2013

Maior peixe do mundo – Foto do tubarão-baleia

tubarao-baleia-foto-imagem

Como se estivesse querendo descansar um pouco, Wilke pegou carona com o animal ao se agarrar à sua barbatana.

O momento surreal foi capturado pelo fotógrafo português Nuno Sá, especialista em vida marinha, que também já encarou o gigante do oceano outras vezes.

“Quando eu pulei na água, um barco pesqueiro estava ao meu em busca de atum. Quando coloquei minha cabeça na água, eu vi milhares de atuns passando rapidamente diante de mim e, de repente, vi um tubarão-baleia de 10 metros no meio deles”, disse o alemão.

“No início, toda aquela ação e velocidade pareciam caóticas. Mas assim que eu mergulhei para me aproximar do tubarão-baleia, o caos deu lugar ao silêncio e à harmonia”

“O gigante se movia lentamente e veio na minha direção – e ficou parado me observando a menos de dois metros”, contou.

Rastros

O fotógrafo, que estava acompanhado do especialista em vida marinha Paulo Reis, rastreou o tubarão-baleia seguindo os pesqueiro de atum.

Já os pescadores seguem o rastro de aves mergulhadoras chamadas bobo-grande, que seguem os tubarões-baleias e atuns durante horas.

Segundo especialistas, não está claro quais as vantagens obtidas tanto pelo tubarão-baleia como pelos atuns por nadarem lado a lado.

Mas acredita-se que a rapidez do atum ajuda a pegar peixes pequenos, que se agrupam em forma circular quando ameaçados, enquanto o tubarão-baleia fornece proteção aos atuns.

Peixe tubarão-touro de duas cabeças – Animal possui dois corações, dois estômagos e apenas uma cauda

foto-tubarao-touro-cabeca-chata-duas-imagem

Um tubarão-touro (ou tubarão-cabeça-chata) de duas cabeças, encontrado no Golfo do México, foi confirmado como o primeiro desse tipo na espécie, de acordo com cientistas de duas instituições de ensino dos estados da Flórida e do Michigan.

O peixe foi encontrado por pescadores locais, e possui dois corações, dois estômagos e termina em uma única cauda. “Certamente é um fenômeno interessante e raramente detectado”, disse Michael Wagner, professor assistente da Universidade Estadual do Michigan.

foto-tubarao-touro-cabeca-chata-duas-raio-x

O animal não foi encontrado vivo, todavia, ele agora será documentado e estudado por especialistas do colégio técnico de Flórida Keys e da instituição de ensino do Michigan. “Temos que descobrir mais sobre isso e concluir a respeito do que teria causado essa condição”, concluiu o docente.

Camundongo amigo – Roedor tenta impedir cobra de devorar “amigo” em zoológico da China

foto-camundongo-tenta-impedir-cobra-de-comer-outro-amigoUm camundongo foi fotografado no dia 5 de março tentando “impedir” uma cobra de devorar outro camundongo no zoológico de Hangzhou, na província de Zhejiang, na China. O roedor não conseguiu salvar o “amigo” e acabou virando comida de outra cobra.

Fotos de bichos que parecem que foram pintados à mão pela natureza

foto-madril-masculino-pintado-a-mao-mamifero-colorido-do-reino-animal

Seja por mimetismo, advertência, camuflagem ou acasalamento, há várias razões pelas quais alguns animais são particularmente coloridos.

A vívida coloração facial do mandril masculino, por exemplo, é usada como demonstração de ameaça entre os membros do grupo. As fêmeas e os jovens têm um focinho azul mais apagado. O mandril é o mamífero mais colorido do reino animal.

Outros têm coloração chamativa, que os torna cobiçados, como besouro da espécie Buprestidae, cujo brilho metálico o torna altamente valorizado por colecionadores de insetos.

foto-animal-ra-dendrobatideos-colorido-do-reino-animal

As secreções venenosas das rãs da espécie Dendrobatídeos são usadas por tribos indígenas para envenenar suas flechas para caça. A rã vive nas florestas tropicais do Brasil e da Guiana Francesa. Sua distinta coloração azul e preta a torna altamente valorizada no comércio de animais de estimação e é um aviso aos potenciais predadores de que elas não servem para alimentação.

foto-besouro-especie-buprestidae-inseto-colorido-do-reino-animal

O brilho metálico do besouro da espécie Buprestidae o torna altamente valorizado por colecionadores de insetos. Eles usam receptores supersensíveis em suas antenas para “cheirar” os restos de um incêndio – mesmo em quantidades ínfimas. Eles depositam seus ovos na madeira queimada de árvores mortas.

foto-vespa-colorido-do-reino-animal

Esta espécie de vespa tem chamativos corpos brilhantes. Ela coloca seus ovos nos ninhos tubulares de uma espécie de abelhas, onde as larvas se alimentam das sobras.

foto-lagartixas-tokay-colorido-do-reino-animal

As lagartixas Tokay são comumente mantidas como animais de estimação, mas sua mordida feroz as torna potencialmente perigosas. Em estado selvagem elas temem os seres humanos, mas ficam agressivas quando acuadas. Elas sobem com grande destreza e são capazes de escalar até grandes paredes.

foto-animal-ra-encontrada-na-colombia-colorido-do-reino-animal

Esta espécie de rã é encontrada na Colômbia. Aqui ela está sobre uma bromélia, uma planta capaz de armazenar água em sua estrutura formada por bases de folhas sobrepostas.

foto-peixe-palhaco-colorido-do-reino-animal

Os peixes dominam as águas do planeta com sua espantosa variedade de formas e comportamentos. O peixe-palhaço vive em uma relação simbiótica com a anêmona. O limo no corpo do peixe impede que as células urticantes da anêmona o machuquem.

foto-camaleao-colorido-do-reino-animal

Os camaleões são famosos por sua habilidade de mudar de cor, apesar de nem todas as espécies serem capaz disso. Em algumas delas, a mudança de cor é usada para camuflagem, mas na maioria é na verdade uma forma de comunicação. O camaleão-pantera, do norte de Madagascar, adota uma cor laranja escura quando ameaçado.

foto-laternaria-ruhli-colorido-do-reino-animal

A “tromba” de formato estranho deste inseto da espécie Laternaria ruhli era conhecida por sua suposta capacidade de gerar luz, mas isso vem sendo questionado por novos estudos.

foto-besouro-com-escamas-iridescentes-colorido-do-reino-animal

Este besouro tem escamas iridescentes, dando-lhe uma aparência metálica, brilhantemente colorida. A espécie é herbívora e uma praga agrícola comum.